"Inapelavelmente, há que se valorizar a palavra, na sua mais elementar forma, como na essência da perfeição do seu significado. Revigorá-la é um imperativo. Com o júbilo da coragem e do amor.
A palavra emerge. Viva. Desentranhada dos pensares de quem faz poesia. (Cavalcanti Barros)

"A poesia é a música da alma e, sobretudo, de almas grandes e sentimentais". (Voltaire)

"A poesia está mais próxima da verdade vital do que a história". (Platão)

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Romântico violão

Valderez de Barros



Toca, violão, suavemente,
Teus acordes românticos penetrando
As cordas do meu cansado coração,
Já tão gastas pelo tempo.
Dedilha as notas mágicas daquela melodia
Que um dia cantei pra ele,
A chorar de tanta emoção...!

Toca violão...! Leva-me a sonhar,
Na sonoridade mágica da música,
Com aquele amanhecer de amor,
Quando, em movimentos e gemidos,
Acompanhávamos o teu ritmo,
Inebriados de paixão e calor...!
Copyright © jun2014 by Valderez de Barros
All rights reserved.

Um comentário:

Yaradir Sarmento disse...

como escrever um ´poema no blog? Amei as n poesias e também a formatação esta muito bonita, Ótimo final de semana para todos. UM abraço
Yara Sarmento