"Inapelavelmente, há que se valorizar a palavra, na sua mais elementar forma, como na essência da perfeição do seu significado. Revigorá-la é um imperativo. Com o júbilo da coragem e do amor.
A palavra emerge. Viva. Desentranhada dos pensares de quem faz poesia. (Cavalcanti Barros)

"A poesia é a música da alma e, sobretudo, de almas grandes e sentimentais". (Voltaire)

"A poesia está mais próxima da verdade vital do que a história". (Platão)

sábado, 1 de agosto de 2009

Noite

A noite chega vazia e tristonha,
a chuvinha cai mansa
como as tristezas que me afligem.


Sigo caminhando sem destino,
como uma andorinha perdida,
desgarrada do seu bando.

A noite escura cobre com seu manto
as dores de uma imensa saudade.
Sua partida deixou marcas de solidão
que o tempo jamais apagará.

Agora, sou uma andorinha sem ninho,
uma mulher sem destino,
uma flor sem cheiro,
um olhar sem luz.

Sou apenas...saudade.

Copyright © 2009 By Lys Carvalho
All rights reserved.

Um comentário:

Sandredy Marzo disse...

M A R A V I L H A !!! Parabéns amiga Lys.

beijos saudosos

Sandra